Continente – Construtora e Incorporadora

Visite construções incríveis sem sair de casa!

Já parou pra pensar na infinidade de possibilidades que existem ao redor do mundo? Seja por influências da região, como clima e cultura local, seja por influências do perfil de moradores ou visitantes, cada cidade guarda consigo características únicas.

Um grande indicativo da pluralidade urbana e cultural de cada local é expresso através das obras da construção civil, que carregam consigo traços e características que conferem e confirmam a identidade local, expressada através de particularidades arquitetônicas.

Obras arquitetônicas que são referência mundial tornam-se pontos turísticos e passam a imprimir a história e o pertencimento a quem mora ou visita, e é por isso que reunimos algumas obras que marcaram a história.

Apertem os cintos, e venham com a gente nessa viagem sem sair de casa, pelas construções incríveis ao redor do mundo.

Palm Islands

 

Seja bem vindo a Palm Islands, o projeto mais audacioso construído em Dubai.

Região conhecida pelas extravagâncias, a capital dos Emirados Árabes Unidos comporta três ilhas artificiais alinhadas em forma de palmeira, daí o nome. O projeto sobre a água conferem os maiores projetos de saneamento e ilhas artificias de todo o mundo.

Criadas para comportar grandes obras de infraestrutura comercial e residencial, bem como movimentar ainda mais turismo na região, as ilhas chama atenção do mundo todo. A primeira e menor delas, Palm Jumeirah, já foi concluída e possui com 5 km de comprimento e 5,5 km de largura. Já a maior, Palm Deira, poderá chegar a 12,5 km de comprimento e 7,5 km de largura, que serão preenchidas por diversos empreendimentos comerciais e residenciais.

Depois de finalizadas, Dubai terá um aumento de 520 km em território.

Incrível não é mesmo?

 

Ópera de Sidney

 

 

Estrategicamente localizada na Baía de Sydney, com telhados brancos e uma arquitetura que remete barcos à vela, ela não é só o símbolo da cidade, como é também uma das construções mais marcantes e famosas do mundo.
Projetada pelo arquiteto dinamarquês Jorn Utzon, ganhador do concurso de arquitetura promovido pelo governo australiano, para a construção do edifício. A ópera foi iniciada em 1959, e inaugurou em 1973, em um célebre evento que contou com a presença de grandes figuras da história, inclusive da Rainha Elizabeth II.

O projeto bastante complexo e ousado, demandou diversas adaptações e novas técnicas de construção. O telhado, por exemplo, foi à parte mais dificultosa da obra, já que as mais de um milhão de telhas levaram três anos para serem produzidas na Suécia. Haja produção!

Com mais de oito milhões de visitantes por ano, o edifício é a atração mais visitada em toda a Austrália e oferece opções de lazer e entretenimento aos visitantes.

Agora cá pra nós, deve ser incrível participar de um concerto musical nesse lugar, não é mesmo?

 

Marina Bay Sands

 

 

Inaugurado em 2010, o complexo Marina Bay Sands se transformou em um dos marcos arquitetônicos mais famosos de Singapura. São três torres de 57 andares, totalizando 200 metros de altura, ligadas por uma cobertura que forma o desenho de um barco. Os prédios abrigam, entre outras atrações, um hotel de luxo, restaurantes, cassino, shopping e teatros.

O projeto é assinado pelo escritório de arquitetura Moshe Safdie e foi construído a pedido do governo de Singapura, para incentivar o turismo local. A obra foi construída de maneira acelerada e tempo record, já que a cada quatro dias, um novo andar era adicionado. Com custo total de nada menos do que seis bilhões de dólares, a obra teve grande atenção não apenas com a estrutura, mas também com o paisagismo do projeto, com espaços integrados por jardins.

Entretanto, a maior atração do complexo está mesmo na cobertura, com uma das maiores e mais altas piscinas do mundo, que tem 150 metros de comprimento. Estruturas de aço inoxidável são o que sustentam os cerca de 2.500 m³ de água, fora o restante da estrutura. A área da cobertura pode receber até cerca de quatro mil pessoas e, ainda, possui um observatório com vista total para a cidade.

 

Igreja Sagrada Família

Localizada em Barcelona, na Espanha, a construção dessa igreja foi iniciada em 1882, mas, até hoje, ainda não está com as suas obras concluídas. Em 1883 o arquiteto catalão Antoni Gaudí, então com 31 anos, assumiu a obra e modificou o projeto inicial neogótico adicionando o seu peculiar estilo de características orgânicas, inspirado na natureza.

A Sagrada Família contém em sua fachada a representação de toda a vida de Jesus e suas colunas interiores lembram árvores, que formam uma floresta de concreto. Quando completa, a obra deverá contar com 18 torres e mais de 170 metros de altura, tornando-se a igreja mais alta da Europa.

Gaudí dedicou 40 anos à obra, sendo que em seus últimos 15 anos de vida passou inclusive a morar no local, mantendo lá o seu escritório/quarto. Ele encontra-se enterrado dentro da igreja. A obra tem previsão de término para 2026, centenário de sua morte.

 

Torre Eifel

 

Símbolo da França, a Torre Eiffel foi construída no século XIX para ser o arco de entrada da Exposição Universal de 1889, que celebrava o centenário da revolução francesa.

Dividida em 3 andares, ela possui 324 metros de altura e recebe cerca de 7 milhões de visitantes por ano

Uma curiosidade é que seu criador, o engenheiro Gustave Eiffel, gravou na estrutura metálica os nomes de 72 cientistas, matemáticos, engenheiros e outros franceses notáveis em reconhecimento as suas contribuições.

Uma obra incrível que ultrapassa gerações, e que já foi cenário de diversas histórias românticas.

 

Lotus Building

 

Na cidade de Wujin, na China, o Lotus Building inspira até os menos apegados à design e arquitetura. A construção tem a forma da Flor de Lótus, que para os chineses representa um estado de pureza espiritual do corpo e da mente, conforme a tradição budista.

O edifício fica situado no coração de Wujin, sua estrutura conta com mais de 35 mil m², e se integra a paisagem do Parque do Povo a sua volta, edificado para ser um marco cultural e cívico de sua sociedade, justamente por ter sido construída para gerar participação e laços com a comunidade local.

Assim como a flor de Lótus, a arquitetura parece flutuar sobre o lago em que se encontra, refletindo as pétalas que formam a proteção solar. Singela e delicada, é sinônimo de planejamento e criatividade.

 

Heydar Aliyev Center

 

O Heydar Aliyev Center é um edifício que tem como principal qualidade o esfumaçar da linha que separa o objeto arquitetônico e a paisagem urbana.
Essa integração entre objeto e entorno é um espaço tão acessível ao público quanto à praça. Em seu interior marcado pela fluidez das formas e pelo intenso uso do branco, a principal atividade é a celebração da cultura Azeri.

 

Emporia

 

Para finalizar nossa viagem pelas grandes obras, vamos até o Emporia, na Suécia. Um belíssimo shopping center que fica em Malmo, além de luxuoso, é um dos maiores da Escandinávia. Foi inaugurado em 25 de outubro de 2012, com o custo de cerca de 2 bilhões de coroas suecas. Requintado, é de tirar o fôlego daqueles que gostam de luxo e riqueza. Possui capacidade de visitação de 25 mil pessoas por dia.

Comentários do facebook